Uma carta à TV Cultura

Estou encaminhando a seguinte carta à TV Cultura.

“À TV Cultura,

Venho por meio desta demonstrar minha decepção com as alterações realizadas recentemente pela TV Cultura, na apresentação da série de origem americana “Myth Busters” (em português, “Caçadores de Mito”), que é apresentada diariamente, de segunda a sexta-feira, às 20h.

Foi com grande satisfação que observei durante o segundo semestre de 2013 minhas duas filhas, uma de 7 anos e outra de 4 anos, naturalmente optarem por assistir o programa “Caçadores de Mito” como parte de sua rotina diária, antes da “hora de irem para cama”.

Obviamente, minha satisfação se deu pelo fato deste ser um programa raro na TV brasileira, que trata sobre experimentos científicos de uma maneira divertida e extremamente atraente não apenas para o público infantil, mas também para toda a família.
Minha satisfação também foi estendida à TV Cultura, que optou pela inclusão dessa série em sua grade diária, reforçando sua antiga imagem de respeito ao público infantil, sempre optando por programas educativos e que exploram a imaginação da criança. Afinal, sou da época em que assistíamos diariamente “O mundo de Beakman”.

No entanto, no final de 2013, o programa sofreu algumas alterações que me causaram estranheza. O programa passou a ser “introduzido” pelo apresentador conhecido como “Thunderbird” num cenário extremamente estereotipado, com uma série de tubos de ensaio com líquidos coloridos e borbulhantes e o referido apresentador num macacão amarelo que talvez sirva para se proteger de algo radioativo (ou talvez simplesmente seja uma fantasia de “caça-fantasmas” na cor errada).

A primeira crítica que eu poderia realizar é que a introdução do referido apresentador é totalmente desnecessária uma vez que o primeiro bloco da série original sempre é dedicado a explicar os problemas, ou mitos, que serão explorados naquele episódio. Portanto, não há a real necessidade de um apresentador repetir esta explicação.

Essa crítica isolada porém, não seria motivo para abalar minha admiração pela TV Cultura e nem me motivaria a escrever esta carta.

O que me motiva a escrever esta carta é o bloco final do programa onde o apresentador “Thunderbird” decide compartilhar com os telespectadores o nome de uma personalidade, dizendo: “ESSE É MITO”.

A ideia em si até poderia ser interessante mas, oras, era de se esperar que num programa dessa natureza os “MITOS” citados fossem personalidades da ciência: da física, da química, da matemática. Seria uma ideia interessantíssima na verdade!

No entanto, eis que somos “presenteados” com o apresentador falando de personalidades como: Cartola, Caetano Veloso, Elvis Presley, Raul Seixas e outras personalidades da música ou artísticas. O apresentador aparentemente também tenta colaborar desvendando(?) mitos como a suposta morte de Paul McCartney. Adicionalmente, o que me incomoda é que na maioria das vezes, tais personalidades, ainda que reconhecidamente possam ser considerados “MITOS” artísticos de grande talento, o programa não esconde que estas personalidades se tornaram mitos apesar de terem largado a escola muito cedo, terem sido usários de drogas e, enfim, levarem um estilo de vida que não pode exatamente ser considerado um exemplo para o público jovem.

No país onde a maioria das crianças desejam se tornar jogadores de futebol ou artistas da televisão, tão deficitário em educação básica e que atribui tão pouco valor às ciências exatas, é com profunda tristeza que vejo essa oportunidade perdida.

Resta-me apenas então tornar esta minha opinião pública, esperando que ela ressone entre outros telespectadores e que no futuro, a produção do programa possa falar sobre personalidades tais como: Cesar Lattes, Adolfo Lutz, Beatriz Barbuy e muitos outros, brasileiros ou não, que são mitos não apenas da ciência, mas que também são grandes exemplos de vidas dedicadas ao estudo, de persistência e de obstinação na perseguição de sonhos ou de ideias brilhantes.

Tenho certeza que a produção do programa poderia contar com a consultoria da FAPESP ou do CNPq, por exemplo.

E aproveito para deixar um link bastante interessante, que certamente possui matéria que serviria de grande inspiração às meninas brasileiras:
“As Pioneiras da Ciência no Brasil”

Confiante na resposta apropriada da TV Cultura, agradeço a atenção dispensada.”

Anúncios

2 ideias sobre “Uma carta à TV Cultura

  1. xaoquadrado Autor do post

    Oi Fernando, valeu pelo puxão de orelha. Estou num mês apocalíptico de trabalho mas no final de semana sai o Resumo do Mês de Março. Já adianto que ele terá um tom rosa…

    Curtir

    Resposta

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s