Resumo da Semana e uma Reflexão sobre a Maternidade – 05/05 a 11/05/2012

A semana passada foi a semana do dia das mães e os destaques são contaminados pelo meu espírito maternal.

  • Sendo filha de uma mulher que desistiu da Faculdade de Matemática para se dedicar à maternidade, tendo me tonado engenheira e mãe de duas meninas, a seguinte notícia tem um gostinho de “Eu já sabia, mas ninguém nunca acreditou em mim.” Veja, não estou querendo alimentar nenhuma fogueira da guerra dos sexos (mesmo porque acho que ganharíamos muito mais se deixássemos as questões de gênero de lado e sempre focássemos apenas nos indivíduos e suas capacidades individuais), mas sempre lutarei contra o estereótipo de que as meninas “não tem talento” para matemática, química ou física. Uma revisão de 308 estudos realizados entre 1914 e 2011, envolvendo mais de 1.1 milhões de meninos e meninas derruba o mito que garotas tiram piores notas em matemática e ciências. De acordo com os dados, que incluem estudantes de 30 países, por 100 anos as garotas vêm se saindo melhor nas notas de todas as matérias tais como leitura, língua E MATEMÁTICA E CIÊNCIAS. E elas fazem isso de maneira consistente, da escola elementar ao segundo grau. Link para o artigo. Link para reportagem da Time.
  • Há aproximadamente 2 anos assisti uma palestra do Prof. Dr. Haim Levkowitz na Unicamp que não sai da minha memória. Na tal palestra, o Prof. Levkowitz nos deixou três mensagens principais: aprenda HTML5, aprenda Javascript e desapegue-se de qualquer intenção de manter as informações da sua vida privada de maneira protegida. Lembro que esta última afirmação causou alvoroço na sala. Ele defendia que o jovem atual já possui um conceito totalmente diferenciado de privacidade, que a falta dela não o incomoda e que, no futuro, todos teriam algum aspecto constrangedor de suas vidas revelados na Internet. Dois anos e um Snowden depois, aquilo que me parecia inadmissível parece não ter mais volta. A história da pesquisadora que tentou manter sua gravidez em segredo “da Internet” mostra como essa realidade não tem mais volta.  Fica a dica: este é o mundo de nosso filhos! Pense um milhão de vezes antes de dizer ou postar qualquer foto deles na Internet. Isso pode e será usado contra eles no futuro.
  • A sociedade em que vivemos costuma ser bem cruel com grandes profissionais que, de maneira consciente, optam por dedicar alguns anos de sua vida economicamente ativa, a darem atenção e cuidarem de maneira atenta de seus filhos. O vídeo a seguir mostra como se dedicar à maternidade não significa estacionar a carreira, mas simplesmente, desenvolver habilidades diferentes: Ser Madre Es un Plus. By the way, fica a observação que eu nunca me tornei tão produtiva quanto após a maternidade.
  • E isso não significa que tem que ser TUDO ou NADA, ZERO ou UM. Ninguém deveria precisar abandonar anos de estudo e uma profissão que ama simplesmente para ter condições de criar seus filhos de uma maneira mais humana, e nenhuma criança abaixo dos 2 anos também deveria passar 40 horas semanais longe de seus pais numa creche. Da mesma forma que precisamos  encontrar uma solução para o aquecimento global, também devemos encontrar uma solução para vivermos numa sociedade que faça mais sentido. Uma sociedade mais igualitária, capaz de proporcionar aos seres humanos que nela habitam oportunidades iguais de trabalho, sustento, lazer e dedicação à família. O nome disso não é utopia. O nome disso é “problema a ser equacionado”.
  • E para finalizar o post nesta vibe, segue uma tirinha de Bill Waterson, criador de Calvin & Haroldo. E fica a dica do provérbio africano: para se criar uma criança é necessária toda uma tribo. Se você não tem seus próprios filhos, isso não o torna menos responsável pelas crianças que estão à sua volta!

2013-08-27-watterson

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s